terça-feira, 26 de agosto de 2008

Saudades do Irajá

4 comentários:

Anônimo disse...

caro gustavo oviedo
vejo seu blog quando posso. Tem muita criatividade e material interessante.
mas vejo com desconfiança que todo tempo tenta desfazer de nossa cidade( será por que um legítimo argentino, que se acha o tal?).
Nao vejo um cara que trabalha aqui e/ou vive aqui tenha tamanho desprezo por esta ciadde.
Seja mais construtivo em suas criticas, opontando realmente os erros, mas também colocando aquilo que nos orgulha de morar nesta cidade.
Afinal de que lado vc está?

Gustavo Alejandro Oviedo disse...

Obrigado pelos seus comentários!

Xacal disse...

Opinião é como b..nda, cada um tem a sua.

Mas, pqp, há tempos não ouvia um postulado xenófobo tão idiota e vesgo como esse.

Merece constar no arquivo das galvãobuendices.

Ai,ai, ai caray...

Como diriam os Titãs: "Não sou brasileiro, não sou estrangeiro, não sou se SP, não sou do Brasil, nenhuma pátria me pariu"

Mas isso é um conceito difícil para tamanha tacanhez.

Sérgio Roberto Cardoso Moreira disse...

Essa linha de pensamento com antolhos reflete, como anônimo, a covardia dos pseudos defensores da doce terra dos chuviscos ... hipócritas miúdos. Já soube que a ignorância pode mais que uma bomba atômica? Se liga Champs..não sei se ainda há tempo...isso também pouco importa.
A fila anda mê irmão.
Abraços ao Gustavo e obrigado por estar aqui.